Actoil

Blog Actoil

Voltar

China e Brasil são parceiros em um projeto de biodiesel menos poluente

18 ago

Nova tecnologia de biodiesel é considerada estratégica para o Brasil. Chineses conseguem usar enzimas naturais para produzir o combustível

O Brasil é parceiro da China na guerra que o governo de Pequim declarou à poluição, com projetos em conjunto com universidades daquele país.

Em Xangai, eles fazem leilão para conceder licenças. Se não é possível eliminar totalmente a poluição dos veículos, dá para melhorar e muito a qualidade dos combustíveis. E o Brasil participa desse esforço.

Na Universidade de Tsinghua, em Pequim, funciona o Centro China-Brasil para Mudanças Climáticas e Inovação em Tecnologias para Energia, uma parceria deles com a UFRJ. Uma nova tecnologia descoberta em laboratório chinês é considerada estratégica para o Brasil. Os chineses aprenderam a produzir biodiesel em escala industrial usando enzimas naturais. As vantagens desse processo levaram o governo brasileiro a financiar parte do projeto, o que acabou aproximando ainda mais os dois países.

Coordenador do programa, o professor Liu conta que a China entrou com a tecnologia e o governo brasileiro com R$ 3,1 milhões e a missão de divulgar o combustível para a América Latina. Com a nova geração de biodiesel enzimático, é possível reduzir em 80% a emissão de gás carbônico e em 60% a emissão de material particulado.

 

Fonte: Jornal da Globo

Comentários 0